Clínica de Medicina Endoscópica

Av. das Américas, 500 BL. 23 Sala 309
Shopping Downtown
Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
Cep: 22640-100
Tels: (21) 3153-7990 3153-7719

Clique aqui e conheça a clinica >

Artigos ← Voltar para Artigos

» Os cuidados da mulher dos 20 aos 70 anos

Desde que a mulher nasce ela passa por profundas transformações, físicas e emocionais. Cada fase passa por necessidades específicas. Por isso, aprender a ouvir o próprio corpo e adotar hábitos comportamentais saudáveis é que farão a grande diferença para um viver mais e melhor.

Cuidados aos 20 anos – Este é um excelente período para adquirir hábitos saudáveis para a vida inteira. Aprenda há dividir o tempo para conciliar estudo, diversão e atividade profissional. Assim você evita o stress e fica mais satisfeita com os resultados. Nessa etapa, procure um ginecologista de confiança, marque uma consulta para escolher o anticoncepcional que mais se adapte a você para prevenir uma gravidez indesejada. Esta é a época em que a produção hormonal é intensa, o que aumenta os riscos. Não deixe sintomas genitais sem tratamento. As estatísticas mostram que, aos 24 anos, uma em cada três pessoas com vida sexual ativa tem alguma doença sexualmente transmissível. Vacine-se contra a hepatite B, sexualmente transmissível. É nessa época também que o organismo responde rápido a dietas e exercícios. Boa hora para perder peso e entrar em forma, definir a musculatura e praticar uma atividade física com regularidade. Aprenda a fazer uma refeição balanceada para prevenir a obesidade e suas conseqüências. Nunca durma sem limpar, hidratar e tonificar a pele. Isso conserva a elasticidade por mais tempo, além de proporcionar uma boa lubrificação e maciez. Comece a fazer o auto-exame das mamas dois a três dias depois do final da menstruação. Nessa idade, a tendência é sentar de qualquer jeito ou se esparramar no sofá para estudar, trabalhar ou ver TV. Isso cria hábitos errados e de postura que acabam comprometendo a coluna. Poupe-a desde cedo, mantendo as costas retas e bem apoiadas.

Cuidados aos 30 anos – Nessa faixa de idade, a mulher precisa de muita energia e de alternativas para descarregar as pressões do dia-a-dia. É a época de batalhar pela ascensão profissional, de se dividir mais intensamente entre os cuidados com a família e o trabalho. A prática de exercícios pode dar chance à mulher nessa faixa etária de não desenvolver doenças relacionadas com os fatores hereditários, como diabetes, pressão e colesterol altos. É também a época de já começar a prevenir a osteoporose, tomando, pelo menos, 10 minutos de sol por dia, para fixar e ativar a vitamina D, responsável pela absorção do cálcio. A partir dos 30 anos a mulher deve começar a medir com mais assiduidade, os seus níveis de colesterol, triglicerídeos, hormônios e glicose, principalmente, se há diabéticos entre os familiares mais próximos. A visita anual ao ginecologista é indispensável. Mais atenção às mamas. Exija de seu médico um exame completo.

Cuidados aos 40 anos – Costuma ser a fase em que a mulher está mais estabilizada profissional e emocionalmente. Mas pode ocorrer o contrário, se o climatério começar a se manifestar através das irregularidades menstruais. É a época em que o processo de envelhecimento se anuncia com mais nitidez. Mantenha-se com o peso saudável para reduzir chances de diabetes e doenças cardiovasculares. É hora de saber tudo sobre a Terapia de Reposição Hormonal. A tendência é engordar, quase sempre de maneira desigual. É a época dos “pneus” da cintura e quadris, típicos da mulher que entrou na menopausa. Não se descuide. Caminhe, pedale, faça exercícios para diminuir depósitos de gordura nas regiões mais críticas como: tronco, quadris e coxas. Beba muito líquido para facilitar a drenagem das toxinas que fatalmente, irão se transformar na indesejável e difícil celulite. Como em qualquer idade, evite ao máximo comidas gordurosas. Prefira as formas light ou diet. Redobre os cuidados com os ossos, ingerindo iogurte e alimentos ricos em ferro, para prevenir, respectivamente, a osteoporose e a anemia. Reduza também o consumo de refrigerantes e bebidas alcoólicas. Acostume-se a sair de casa com filtro solar. Dê preferência aos cremes que tenham ácidos glicólicos, hialurônico, colágeno, elastina e vitamina C em sua fórmula. O teste ergométrico deve fazer parte de sua rotina anual. Ele é que revelará se o seu coração está bem ou se há necessidade de outros exames complementares, como o eletrocardiograma de esforço, para diagnosticar arritmias cardíacas e obstruções nas artérias. É tempo de densitometria óssea para detectar a osteoporose. Um bom médico não deixará de pedir a mamografia, principalmente às que já fazem reposição hormonal.

Cuidados aos 50 anos – Tempo de ficar preocupada com os efeitos do tempo sobre corpo e mente. Mas não faça dessas preocupações um cavalo de batalha nem se entregue à depressão. A medicina avançou muito. O importante é não descuidar da aparência e aproveitar todas as oportunidades que surgem para desfazer velhos paradigmas e rejuvenescer por dentro e por fora. Os óculos já fazem parte de sua vida, portanto, que sejam de boa qualidade e bonitos. De qualquer forma, não deixe de ir ao oftalmologista anualmente, até para prevenir o glaucoma, principalmente se tiver casos na família. Mais do que nunca é hora de investir numa dieta saudável, com pouca gordura saturada e o mínimo de carne vermelha. Dê preferência à carne branca e ao peixe. Mantenha o consumo regular de alimentos ricos em fibras, ferro e cálcio. Combata e perda de elasticidade da pele e as conseqüentes marcas de expressão, redobrando os cuidados com o sol. Vá ao dermatologista anualmente para avaliação das manchas que começam a surgir e de eventuais lesões permanentes. Mantenha a rotina anual dos seus exames de sangue, que devem incluir testes de glicemia, tireóide e hormonal. A cada cinco anos, a retosigmoidoscopia avalia o cólon ascendente e o reto. A cada dez anos, colonoscopia para ver o intestino todo. Filhos criados é tempo de investir mais em você. Recicle seus conhecimentos, faça cursos de atualização naquilo que mais gosta, aprenda novos idiomas, se já domina algum, junte-se a grupos que possam acrescentar algo de bom à sua vida.

Cuidados aos 60 anos – Muitas mulheres já se aposentaram. Mas nem por isso devem passar a maior parte do tempo em casa, vendo TV. Fique atenta aos sinais da depressão, que costumam ser comum nessa idade, principalmente se a mulher está sozinha. Mantenha o controle de sua vida, aumentando seu círculo de amizades, divertindo-se. Converse com os jovens. Renove-se com eles e fique antenada com o mundo, através da leitura de jornais e de bons livros. Hora de reavaliar os medicamentos até então em uso. Aumentam as possibilidades de catarata e glaucoma, portanto, reforce os cuidados com a visão através de consultas periódicas ao oftalmologista. Sob sol forte, não sai na rua sem óculos escuros. Os exercícios, indispensáveis para a manutenção da capacidade motora, cardiovascular e respiratória em qualquer idade, agora são mais importantes para manter a musculatura ativa e a flexibilidade. Se optar pelas caminhadas, prefira lugares planos e sem muito trânsito. Evite calçadas acidentadas, a fim de evitar quedas ou torções que possam comprometer sua ossatura e ligamentos. Prefira os alimentos ricos em cálcio, desnatados, menos gordurosos. A pele merece os mesmos cuidados para as mulheres de qualquer idade: limpeza, tonificação, hidratação e nutrição, filtro solar com fator FSP alto, insistindo no pescoço e braços, minimizando as manchas solares que costumam aparecer nas costas das mãos e no pescoço, áreas mais vulneráveis por estarem permanentemente descobertas. Mais do que nunca, auto-exame mensal das mamas, mamografia anual (ou semestral, conforme orientação médica) e preventivo de seis em seis meses. Se já passou dos 65, vacine-se anualmente contra a gripe e, se houver necessidade e assim o médico prescrever, contra a pneumonia. Previna quedas, fraturas e manchas roxas mantendo, á noite, uma luz fraca acesa. Tire tapetes e móveis do seu caminho. Após os 65 anos, a tendência é dormimos menos à noite. Se já estiver aposentada, procure compensar dormindo um pouco à tarde. Mantenha-se alerta a qualquer sintoma de disposição fora do normal.

Cuidados aos 70 anos – Se você chegou até aqui, as chances de ir mais além são muitas, principalmente com todos os avanços da medicina no campo da estética e da saúde. Continue mantendo os cuidados pessoais, evite situações que possam levá-las ao estresse e á depressão. Curta-se. Engaje-se em programas culturais e sociais, mantendo sua mente ocupada com coisas agradáveis e novas. Converse com seu médico sobre a  continuação da TRH, beba muita água para manter o corpo hidratado, use e abuse dos cremes hidratantes. Continue com a ginástica moderada, as caminhadas e os alongamentos. As frutas cítricas devem ser consumidas com mais moderação. Insista nas fibras. Protetor solar mais do que nunca, não saia de casa sem ele. Fique de olho nas pintas que mudam de cor ou que aparecem, inesperadamente, de forma saliente. Não durma sem limpar, tonificar a pele do rosto, o mesmo cuidado com mãos, que tende a ressecar-se com mais facilidade. Use e abuse dos hidratantes corporais. Medida da pressão arterial mensal ou sempre que necessário, fique atenta aos possíveis sinais de demência, depressão, incontinência urinária, déficits de percepção (audição, visão). Vacine-se contra gripe todo ano e, a cada cinco anos, contra a pneumonia.

Dr. José Alexandre Portinho
www.mulhersaude.com.br
faleconosco@mulhersaude.com.br
Tel.: (21) 3153-7990